O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado à ABHR, VIVARIUM e ABREM. Registrado no CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br

sexta-feira, 3 de março de 2017

Normas para filiação ao NEVE


 
NORMAS PARA FILIAÇÃO AO NEVE

- O interessado deve ser pós-graduando em Ciências Humanas (mestrado ou doutorado), com projeto de pesquisa em temas relacionados aos estudos nórdicos medievais.

- Envio de dados completos (endereço do currículo Lattes, cpf, rg, endereço), projeto de pesquisa ou dissertação/tese finalizada.

- Identificar seu interesse em uma das linhas de pesquisa do NEVE no CNPQ (ver abaixo).

Os novos membros passarão por um período de estágio probatório de seis meses onde será observada a sua produção e participação no grupo. Após esse período, o candidato será incluído no DGP/CNPQ e no blog do NEVE.

Atividades a serem cumpridas no período de estágio probatório:

1. Pelo menos uma publicação anual no boletim Notícias Asgardianas.

2. Ao menos um ensaio, artigo, resenha, nota ou matéria escrita para o blog do NEVE no período de seis meses.

3. Participação efetiva no CEVE (Colóquio de Estudos Vikings e Escandinavos, V edição em outubro de 2017), tanto científica como na organização do evento. Em caso do candidato ser residente fora da cidade sede do evento e na impossibilidade de participação presencial, enviar ao menos um resumo para comunicação oral (a ser apresentada por outro membro do grupo).

4. Atualização constante do Lattes.

5. Intercâmbio, discussão e troca de informações bibliográficas com os outros membros do NEVE.

Após a inclusão do candidato como membro do NEVE no CNPQ e no Blog, ele deverá identificar sua filiação em publicações, eventos e atividades acadêmicas.

Os membros que não colaborarem efetivamente com o grupo num período de dois anos, serão advertidos e em caso de reincidência, desligados do grupo.


 
LINHAS DE PESQUISA DO NEVE

 
História e Arqueologia da Escandinávia Medieval
 
Análise da História e cultura material escandinava do medievo, por meio de resultados de pesquisas arqueológicas de campo e laboratório. Estudo do cotidiano material da sociedade nórdica, e sua interface com outras dimensões sociais. Estudo da Arqueologia Experimental (reconstrucionismo acadêmico), especialmente de reconstituições de alimentação e vestuário da Era Viking. Identificação das regiões ocupadas por povos de origem escandinava durante a Era Viking (793-1066).

Mitos, ritos, magias: as religiosidades na Escandinávia
 
O estudo das tradições religiosas, mitológicas e mágicas na Escandinávia, desde a Pré-história até o final do medievo. As interações, influências e contatos entre as religiosidades escandinavas, bálticas, eslavas, finlandesas, celtas e cristãs. As transformações sociais e culturais com o advento do cristianismo. As permanências e rupturas na religiosidade medieval nórdica. Formação e consolidação da estrutura episcopal e eclesiástica nos reinos escandinavos.

Literatura e sagrado na Escandinávia Medieval
 
O estudo das praticas literárias no momento de sua composição oral até o estabelecimento de suas compilações e preservação por escrito, buscando suas criações, recriações, variações e adaptações que permitam o melhor estudo de cada período. Levando em consideração não apenas o binômio cristianismo/paganismo, mas buscando evidenciar as mudanças e a heterogeneidade dentro de múltiplos momentos políticos, sociais e religiosos. A relação entre sagrado e literatura medieval.

Ressignificações da religiosidade medieval no mundo contemporâneo
 
A linha tem como objetivo o estudo e a reflexão sobre as reapropriações, ressignificações e representações das diversas formas simbólicas, míticas e rituais do medievo nas manifestações religiosas do mundo contemporâneo, seja com religiões do Velho e Novo Mundo, no sincretismo e hibridismo das religiões tradicionais, como em novos movimentos religiosos, além das reapropriações simbólicas do imaginário artístico (reelaborações e reinterpretações das religiosidades medievais com o sagrado no mundo

Arqueoastronomia, Etnoastronomia e Astromitologia na Antiguidade e Medievo
 
A linha de pesquisa pretende realizar uma análise dos mitos e narrativas folclóricas da Antguidade e Medievo envolvendo o cosmos, o céu noturno, fenômenos celestes, cosmologia e cosmogonias. Utilizamos como referencial teórico as recentes discussões sobre Etnoastronomia e Astronomia Cultural desenvolvidas nos Estados Unidos após os anos 1970, em especial a obra de Elisabeth Chesley Baity, John Carlson e Anthony Aveni. Para o referencial metodológico aplicamos referenciais culturalistas.