O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


quinta-feira, 1 de junho de 2017

NEVE completa sete anos divulgando a Escandinavística

 
 
O Núcleo de Estudos vikings e Escandinavos (NEVE) está completando sete anos de existência. Durante este período, o grupo contribuiu pra o avanço das pesquisas de Escandinavística no Brasil, permitindo que os estudos nórdicos tenham mais espaço e repercussão na academia.
O blog do NEVE conta com quase 400 mil acessos, um feito considerável em se tratando de um espaço virtual realizado por acadêmicos.
A conta do NEVE no Academia.Edu está atualmente com 33 mil visualizações e disponibiliza arquivos de periódicos, caderno de resumos e outros materiais para pesquisa.
O boletim Notícias Asgardianas (atualmente contando com 11 edições) já contabiliza 3.000 acessos.
A página do NEVE no facebook conta com 8.237 curtidas, enquanto que o grupo do facebook soma 9.902 membros.
 
 
DEPOIMENTOS SOBRE O NEVE POR ACADÊMICOS BRASILEIROS
 
"O vertiginoso crescimento, nas últimas décadas, dos estudos medievais no Brasil é fruto, entre outros aspectos, dos esforços e da dedicação de estudantes e de profissionais de diversas regiões do país, que se congregam em laboratórios e núcleos de pesquisas diversos votados à pesquisa e à divulgação do conhecimento daquela ´fatia de duração do tempo´ entre nós. Como membro de um deles, o Translatio Studii, gostaria de congratular-me aqui com o Prof. Johnni e com todos os membros que fazem, cotidianamente, o NEVE, grandes responsáveis pela promoção dos estudos das sociedades medievais escandinavas em nosso país. Coube ao NEVE, podemos afirmar, sem lugar à dúvida, fazer aportar em plagas brasileiras a vigorosa experiência histórica das sociedades nórdicas medievais, agora com registros inequívocos, de forma perene e, faço votos, na mais longa e efetiva duração!"
Prof. Dr. Mário Jorge da Motta Bastos - Niterói - UFF

"O trabalho realizado pelo NEVE em prol do conhecimento, análise e difusão dos saberes sobre as sociedades e a história dos nórdicos refletem uma faceta pouco conhecida dos estudos medievais, que começou a ser iluminada há alguns anos atrás e é digna de menção e elogio. Auguramos a sequencia e a manutenção dos resultados e do sucesso que este grupo amealhou nos seus anos de existência."
Prof. Dr. Sergio Alberto Feldman - Vitória - UFES

"Parabéns ao NEVE pela sua existência. Sob a coordenação do Prof. Dr. Johnni Langer (UFPB) consolida-se um espaço institucional acadêmico destinado aos estudos nórdicos e escandinavos , fruto de longo e árduo trabalho empreendido pelo referido pesquisador. Publicações, eventos e blog são ferramentas mais que úteis para a divulgação da contribuição ímpar daquelas culturas. Que o prof. Johnni e os estudiosos ao seu redor ampliem ainda mais a sua esfera de atuação – queiram os deuses de Asgard!"
Prof. Dr. Álvaro Bragança Júnior - Rio de Janeiro - UFRJ

"O NEVE representa para mim uma oportunidade única no Brasil de estimular não somente os estudos sobre os vikings mas sobre o mundo germânico antigo e medieval. Um local para se trocar ideias de maneira completamente diversa a que estamos acostumados na vida acadêmica, e onde o conhecimento é verdadeiramente construído com a contribuição do grupo. Assim, deixa uma marca indelével em quem participa de suas reuniões e eventos. Deixa também marcas importantes na pesquisa e alcança um lugar merecido no panorama acadêmico nacional, finalmente colocando os estudos germano-escandinavos em pauta. Parabéns NEVE."

Prof. Ms. Sandro Teixeira Moita - Escola de Comando e Estado Maior-do Exército (ECEME)/NEVE


 
"Por ocasião do comparecimento em um evento de História Antiga e Medieval, recebi pessoalmente do prof. Dr. Johnni Langer o convite para ingressar em um núcleo de estudos que estava sendo formado. A proposta era congregar os profissionais brasileiros que se dedicavam seu tempo de pesquisa integralmente aos estudos da Escandinávia Medieval, com foco na Era Viking. É necessário entender que o panorama da Escandinavística no Brasil não era favorável: o Núcleo de Estudos Vikings e Escandinavos, com o agradável acrônimo NEVE, representou antes de tudo uma acolhedora perspectiva para jovens pesquisadores ávidos por novos espaços na historiografia medieval brasileira. Apesar de contarmos com o apoio de vários companheiros de áreas afins, o grupo era formado praticamente por recém graduados e mestrandos guiados pelo professor Langer. Apesar de cada membro do NEVE ter sua carga própria de publicações, o núcleo tem vivido sob um compromisso de camaradagem ímpar, sempre demonstrado pela convivência afetuosa nas redes sociais, trocas de correspondências eletrônicas e dos encontros em eventos acadêmicos. Cinco anos se passaram e algumas conquistas devem ser celebradas: o Notícias Asgardianas, nosso principal meio de manifestação, ruma para sua décima segunda edição, além de livros e artigos com as pesquisa de seus membros que estão no prelo. Ainda mais, o Dicionário de Mitologia Nórdica é um sucesso absoluto, com ampla aceitação dentro e fora do meio acadêmico e é nesse sentido que ficam aqui meus votos para que o NEVE continue pavimentando seus rumos com discussões instigantes, descontinando os fiordes do conhecimento histórico para os leigos e os amigos pesquisadores."

Prof. Ms. Pablo Gomes de Miranda, doutorando em Ciências das Religiões pela UFPB, membro do NEVE.
 
 
"Nestes sete anos anos de NEVE devo começar minhas homenagens por agradecer a oportunidade de fazer parte deste grupo que com suas publicações e eventos continua a engrandecer os estudos Vikings e escandinavos no Brasil fazendo com que áreas ainda pouco exploradas se tornassem presentes na academia. Quero também deixar claro minha profunda admiração a todos que tomam parte desta tão árdua batalha que os escandinavistas brasileiros estão superando, podendo salientar a publicação do Dicionário de Mitologia Nórdica mais uma batalha foi vencida de muitas que ainda estão por vir. Vislumbrando assim as dificuldades e batalhas que ainda teremos que passar, quero por fim ressaltar a lealdade que os acadêmicos deste grupo apresentam entre eles, aspecto raro na academia brasileira, pedindo assim que nunca permitam que o ego os suba a cabeça em momento nenhum e que nunca se julguem maiores ou melhores do que ninguém porque é o fato de nos mantermos leais a nossos princípios e de não nos engrandecermos em particular e sim em quanto a grupo que nos trouxe tão longe e que pode nos levar ainda mais nestas constantes batalhas pessoais que todos estamos submetidos na academia Brasileira."

Munir Lutfe Ayoub, doutorando em Arqueologia pela USP, membro do NEVE.