O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


quinta-feira, 23 de abril de 2015

POEMAS SAXÕES E NÓRDICOS SÃO TRADUZIDOS AO PORTUGUÊS



O Dicionário de Mitologia Nórdica, além de seu conteúdo analítico e bibliográfico, traz ao público diversas traduções de poemas medievais, fundamentais aos estudos de mitologia e religiosidade germano-escandinava. Algumas destas traduções acadêmicas são inéditas em língua portuguesa e foram realizadas diretamente do inglês antigo e nórdico antigo. Confira abaixo as traduções inseridas no livro:

- O Encantamento das Nove Ervas, uma fórmula mágica em antigo inglês, datada entre os séculos X e XI, traduzida por Álvaro Alfredo Bragança Júnior e Mayko Sotero Medronho (verbete: ENCANTAMENTO DAS NOVE ERVAS).

- A Oração de Wessobrunn, composta em antigo alto alemão e datada do século IX, traduzida por Álvaro Alfredo Bragança Júnior (verbete: ORAÇÃO DE WESSOBRUNN).

- O Poema Rúnico Anglo-Saxônico, composto em inglês antigo entre os séculos VIII e IX, traduzido por João Bittencourt de Oliveira (verbete: POEMA RÚNICO ANGLO-SAXÔNICO).

- O poema éddico Þrymskviða (A canção de Þrym), composto em nórdico antigo, traduzido por Yuri Fabri Venâncio (verbete: THRYMSKVIDA).

- O poema escaldo-éddico Darraðarljóð (A canção das lanças), composto em nórdico antigo, traduzido por Yuri Fabri Venâncio (verbete: CANÇÃO DAS LANÇAS).

- O Rúnatal (Lista das runas), composto em nórdico antigo, também conhecido como Poema das runas de Odin, é um trecho do poema éddico Hávamál, traduzido por Théo de Borba Moosburger (verbete: RÚNATAL).

- Trechos dos poemas escáldicos Hákonarmál, Eiríksmál e do poema éddico Grímnismál, compostos em nórdico antigo, traduzidos por Pablo Gomes de Miranda (verbetes: HÁKONARMÁL, EIRIKSMÁL e MORADAS DOS DEUSES).

- Poema Buslubæn, composto em nórdico antigo, datado entre os séculos XV e XVI, traduzido por Johnni Langer (verbete: ENCANTAMENTO DE BUSLA).

- Diversas inscrições rúnicas, compostas em nórdico antigo, traduzidas por Johnni Langer (verbetes: AMULETOS MÁGICOS e MAGIA RÚNICA).



O Dicionário de Mitologia Nórdica pode ser adquirido na Livraria Cultura, clique aqui.