O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

MONOGRAFIA ANALISA AS AMAZONAS MEDIEVAIS



O mito de mulheres guerreiras sempre fascinou o mundo ocidental. De todas as narrativas, certamente as amazonas gregas foram as que tiveram o maior sucesso no imaginário através dos tempos. Durante o medievo, essas narrativas míticas foram reelaboradas em novas e empolgantes descrições, tema de investigação da pesquisa: Mito da mulher guerreira: análise do mito das amazonas na Idade Média, monografia de licenciatura em História pela UFMA, de autoria de Marília Santos Colins, sob orientação do prof. Dr. Johnni Langer (UFPB/NEVE).

Resumo: o presente trabalho visa a construção de uma análise das representações do mito das amazonas na Idade Média, contrapondo as representações do período medieval com as clássicas, por meio de fontes escritas e iconográficas de cada período. Como metodologia, utilizaremos o conceito de Imaginário Social e a teoria de Imaginário Medieval, de Jacques Le Goff. Analisaremos principalmente os seguintes temas: a relação entre o imaginário social e o mito das amazonas, e as representações iconográficas das amazonas.

A monografia pode ser acessada aqui.


Rainha Pentesileia, século XIV.