O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O FOLCLORE DAS BRUXAS NÓRDICAS É TEMA DE MONOGRAFIA


As bruxas e a feitiçaria sãos alguns dos temas mais importantes já criados pelo imaginário ocidental. Elas ocupam um espaço importante na fantasia, na literatura e na própria História da Europa - motivos central de inúmeros processos inquisitoriais na modernidade. Demonstrando a sua grande inserção também na Escandinávia, o historiador Maykon Doares Jansen realizou uma detalhada investigação sobre esse tema em sua monografia de História pela UFMA: Entre bruxas e feitiços: um olhar sobre a bruxaria e a feitiçaria nórdica através dos seus contos folclóricos e literatura. A orientação foi desenvolvida pelo professor Dr. Johnni Langer (UFPB/NEVE).
Uma das principais contribuições de Maykon foi estabelecer um diálogo crítico entre as fontes nórdicas pré-cristãs e os referenciais cristãos que se instalam após a conversão até o final do medievo, tendo como foco principal as narrativas folclóricas modernas - que a cada dia vem sendo mais resgatadas como campo de investigação pelos escandinavistas atuais.

Resumo: Através dos conceitos de Carlo Ginzburg, imaginário de Hilário Franco Jr e representação de Bronisław Baczko, além dos estudos dos escandinavistas Johnni Langer e Stephen Mitchell, iremos analisar aspectos da bruxaria e feitiçaria nos Países Escandinavos através da utilização de fontes folclóricas coletadas durante os séculos XVIII e XIX. Faremos uma discussão sobre a Bruxaria e feitiçaria no mundo nórdico e mostraremos a importância dos contos populares como fonte histórica.



A monografia pode ser consultada aqui.