O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


sexta-feira, 19 de julho de 2013

MITOLOGIA ESCANDINAVA EM MESTRADO NA UFPB



O Programa de Pós-graduação em Ciências das Religiões da UFPB (Mestrado) estará oferecendo a partir de 29 de julho a disciplina optativa Mitologia Escandinava: fontes, temas e métodos, a ser ministrada pelo professor doutor Johnni Langer. Trata-se de uma iniciativa inédita, que procura conceder novos espaços para a Escandinavística e os estudos acadêmicos dos mitos nórdicos em nosso país. Além dos mestrandos do programa, também alunos especiais poderão cursar a disciplina. Para maiores informações: ppgcr.ufpb@yahoo.com.br   http://www.ce.ufpb.br/ppgcr/?secao=11


Disciplina: A MITOLOGIA ESCANDINAVA: FONTES, TEMAS E MÉTODOS

EMENTA: Os conceitos básicos sobre os mitos nórdicos. As fontes e as interpretações acadêmicas. Cosmogonia, cosmologia e escatologia nórdica. O panteão dos vanes e ases. Os deuses principais, suas narrativas, seus simbolismos e cultos. As deusas e seus papéis sociais. Metodologias para análises. A recepção dos mitos no mundo contemporâneo.



OBJETIVOS

Geral: A disciplina tem como objetivo básico o conhecimento dos principais parâmetros para o estudo acadêmico da mitologia escandinava, fornecendo subsídios historiográficos, teóricos e metodológicos para sua investigação. A disciplina utilizará como principais eixos o estudo das fontes escritas e iconográficas da Idade Média, dos principais temas e dos métodos para a pesquisa dos mitos nórdicos.

Específicos: O estudo acadêmico dos mitos nórdicos; conhecimento teórico e metodológico para o pós-graduando efetuar pesquisas nas fontes medievais; o conhecimento sistemático e panorâmico das principais tendências nas pesquisas sobre mitos escandinavos.

BIBLIOGRAFIA 

Fontes:

ANÔNIMO. Edda Mayor, tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 2009. Tradução ao inglês de Lee Hollander, The Poetic Edda, Austin: University of Texas Press, 2008.
ANÔNIMO. Poesía antiguo-nórdica (antologia siglos IX-XII), tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 1993.
ANÔNIMO. Saga dos Volsungos, tradução de Theo Moosburger. São Paulo: Hedra, 2009. Tradução ao inglês de Jesse Byock, The saga of the Volsungs, New York: Penguin, 2000.
GRAMATICUS, Saxo. The history of the Danes, tradução de Peter Fisher. New York: D. S. Brewer, 2008.
STURLUSON, Snorri. La saga de los Ynglingos, tradução de Santiago Lluch. Madrid: Miraguano, 2012. Tradução ao inglês por Lee Hollander, The saga of Ynglings/Heimskringla, Austin: University of Texas Press, 2009.
STURLUSON, Snorri. Edda Menor, tradução de tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 2004. Tradução ao inglês por Jesse Byock, The Prose Edda, New York: Penguin, 2005.
TÁCITO. Germania, tradução de Beatriz Martinez. Madrid: Akal, 1999.

Bibliografia Básica:

BERNÁRDEZ, Enrique. Los mitos germánicos. Madrid: Alianza Editorial, 2010.
BOYER, Régis. Herós et dieux du Nord: guide iconographique. Paris: Flammarion, 1997.
BRANSTON, Brian. Mitología germánica ilustrada. Barcelona: Vergara, 1960.
DAVIDSON, Hilda. Deuses e mitos do norte da Europa. São Paulo: Madras, 2004.
DAVIDSON, Hilda. Escandinávia. Lisboa: Editorial Verbo, 1987.
DUMÉZIL, Georges. Do mito ao romance. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
HARRIS, Joseph. Eddic Poetry. In: CLOVER, Carol & LIDOW, John (Eds). Old Norse-Icelandic Literature: a critical guide. London: University of Toronto Press, 2005, pp. 68-156.
LANGER, Johnni. Deuses, monstros, heróis: ensaios de mitologia e religião viking. Brasília: Editora da UNB, 2009.
LANGER, Johnni. Guia crítico da mitologia escandinava (fontes e bibliografia), 2008. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LINDOW, John. Mythology and mythography. In: CLOVER, Carol & LIDOW, John (Eds). Old Norse-Icelandic Literature: a critical guide. London: University of Toronto Press, 2005, pp. 21-67.
LINDOW, John. Norse mythology: a guide to the gods, heroes, rituals, and beliefes. Oxford: Oxford University Press, 2001.
PAGE, Raymond Ian. Mitos nórdicos. São Paulo: Centauro, 2009.
SIMEK, Rudolf. Dictionary of Northern Mythology. London: D.S. Brewer, 2007.




BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ABRAM, Christopher. Myths of the pagan North: the gods of the norsemen. London: Continuum, 2011.
ACKER, Paul & LARRINGTON, Caroline (Eds). The Poetic Edda: essays on Old Norse Mythology. New York: Routledge, 2002.
ANLEZARK, Daniel (Ed.). Myths, legends, and heroes: essays on Old Norse and Old English literature. Toronto: University of Toronto Press, 2011.
BOYER, Régis. La grande déesse du Nord. Paris: Berg International, 1995.
BOYER, Régis. Le monde du double: la magie chez les anciens Scandinaves. Paris: Berg International, 1986.
DAVIDSON, Hilda. The lost beliefs of Northern Europe. New York: Routledge, 2001.
DAVIDSON, Hilda. Roles of the Northern Goddess. London: Routledge, 1990.
DAVIDSON, Hilda. Myths and symbols in Pagan Europe: early Scandinavian and celtic religions. New York: Syracuse University Press, 1988.
DUMÉZIL, Georges. Mythes et dieux de la Scandinavie ancienne. Paris: Éditions Gallimard, 2000.
DUMÉZIL, Georges. Loki. Paris: Flammarion, 1986.
DUMÉZIL, Georges. El destino del guerrero: aspectos míticos de La función guerrera entre los indoeuropeos. Mexico: Siglo Veintiuno, 2003.
DUMÉZIL, Georges. Los dioses de los germanos: ensayo sobre la formación de La religión escandinava. Mexico: Siglo Veintiuno, 1990.
DUMÉZIL, Georges. Mythes et dieux des germains: essai d`interpretation comparative. Paris: Librairie Ernest Leroux, 1939.
QUINN, Judy et ali (Eds). Learning and understanding in the Old Norse World. London: Brepols, 2007.
LANGER, Johnni. O zodíaco viking: reflexões sobre etnoastromia e mitologia escandinava. História, imagem e narrativas 16, 2013. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. Valquírias versus gigantas: modelos marciais na mitologia escandinava. Revista Brasileira de História das Religiões 13, 2012. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. A morte de Odin? As representações do Ragnarök na arte das Ilhas Britânicas (séc. X). Medievalista 11, 2012. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
 LANGER, Johnni. Pagãos e cristãos na Escandinávia da Era Viking. Revista Brasileira de História das Religiões 4(10), 2011. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. O mito do dragão na Escandinávia, parte 2: As Eddas. Brathair 7(1), 2007. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. Mythica Scandia: repensando as fontes literárias da mitologia viking. Brathair 6 (2), 2006. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. As estelas de Gotland e as fonte iconográficas da mitologia viking. Brathair 6(1), 2006. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
MCKINELL, John. Meeting the Other in Norse Myth and Legend. London: D.S. Brewer, 2005.
ROSS, Margaret Clunie. Prolonged Echoes: Old Norse Myths in Medieval Northern Society. Odense: Odense University Press, 1994.
ROSS, Margaret Clunie. Prolonged Echoes: The Reception of Norse Myths in Medieval Island. Odense: Odense University Press, 1998.
TURVILLE-PETRE, E.O.G.  Myth and religion of the North: the religion of Ancient Scandinavia. London: Weidenfeld and Nicolson, 1964.