O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


sábado, 19 de novembro de 2016

Novo membro do NEVE é aprovado em Mestrado na Unicamp


Carta Marina de Olaus Magnus, 1539, detalhando a região da Lapônia


O mais novo membro do grupo NEVE, Vitor Binaconi Menini, acaba de ser aprovado no Mestrado em História pela UNICAMP com o projeto: Lapponia: mecanismos de legitimação do estado sueco a partir da invenção do outro, sob a orientação do prof. Dr. Rui Luis Rodrigues (PPGH-UNICAMP). A pesquisa adentra um campo pouco estudado nos estudos nórdicos em nosso país, a região da Lapônia.

Resumo do projeto de pesquisa:  Nosso objetivo é estudar o lugar institucional do humanista Johannes Schefferus (1621 – 1679), da Universidade de Uppsala, na formação do estado sueco. O impacto será mensurado a partir do estudo da vida do professor de retórica e sua obra Lapponia, que, em linhas gerais, trata do cotidiano e costumes dos povos da Lapônia, pautado em seus preceitos humanistas além de obras e relatos anteriores como Damião de Góis, Saxo Grammatico e Olaus Magnus. Por não ter sido um viajante e ter baseado sua narrativa em autores anteriores, podemos classificar Schefferus – segundo as perspectivas de Frank Lestringant - como um cosmógrafo de gabinete. O estudo das representações da religião e das relações sociais do povo Sámi, a maneira como elas se diferenciam daquelas dos suecos e como foram descritas na obra em questão - estabelecendo uma diferença entre “nós” e “outros” com a finalidade de sustentar a criação de um Estado Moderno - também pertencem ao conjunto de interesses desta pesquisa. A base documental da pesquisa terá como fonte principal a própria Lapponia. O fundamento da pesquisa será estudar quais eram os mecanismos de legitimação da coroa sueca por meio de conceitos como alteridade, religião como tradução, mediação cultural e zonas de contato

Vitor Bianconi Menini