O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado à ABHR, VIVARIUM e ABREM. Registrado no CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br

sábado, 2 de maio de 2015

MEMBRO DO NEVE EM EVENTO INTERNACIONAL NA UFES

André de Oliveira (o segundo da direita para a esquerda), apresenta sua pesquisa no V Encontro Internacional UFES/Paris-Est.

O pesquisador André de Oliveira, membro do NEVE, participou do evento V Encontro Internacional UFES/Paris-Est, ocorrido na UFES. André apresentou a comunicação A importância dos bispos na cristianização da Islândia medieval na mesa Mitologia, narrativa e gênero, coordenada pelo Doutorando Edelson Geraldo Gonçalves (UFES). 
Trata-se de mais um importante espaço acadêmico onde os estudos nórdicos se fizeram presentes por uma representação do grupo NEVE.

Resumo: A importância dos bispos na cristianização da Islândia medieval
Essa comunicação tem como intuito apresentar o processo de cristianização da Islândia. A cristianização da ilha foi iniciada pela allþing, assembleia geral, de 999, em um processo de longa duração no qual o impulso inicial dado pelo rei Norueguês Oláfr Tryggvason abriu as portas para a atividade episcopal. A primeira sede episcopal islandesa foi implementada em 1056 em Shálholt pelo bispo Ísleifur Gissurarson, essa sede abriria espaço para um papel mais presente do clero na sociedade islandesa, ainda seguidora da religiosidade pré-cristã escandinava. A análise da importância dos bispos islandeses na cristianização se dará por meio da análise de uma das Byskupa sögur, saga dos bispos, a Jóns Saga helga, a saga do santo Jón. Essa saga narra a vida de Jón Ögmundsson (1052 – 1121), o primeiro bispo da diocese de Hólar na Islândia. A documentação analisada servirá para a proposta da comunicação de exemplificação no papel clerical o projeto cristianizador, onde a religiosidade pré-cristã é retirada da vida cotidiana e substituída pela constante presença da Igreja.

André de Oliveira junto a seu ex-orientador e colegas da UFES (o professor Sérgio Feldman está de camisa branca, ao centro).