O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


sexta-feira, 13 de março de 2015

GRÍMNISMÁL É TRADUZIDO AO PORTUGUÊS





Uma das mais importantes fontes para o estudo da mitologia nórdica, o poema éddico Grímnismál, acaba de ser traduzido do nórdico ao português. Trata-se da primeira tradução acadêmica desta narrativa, realizada pelo historiador Pablo Miranda (professor de História Antiga na UFRN, membro do NEVE) e publicada na revista eletrônica Roda da Fortuna em sua última e recente edição. 


Fotografia do manuscrito original do poema Grímnismál


O Grímnismál, ou Os Ditos de Grímnír, é um poema éddico que narra um monólogo do deus Óðinn no qual revela detalhes cosmológicos e mágicos relevantes à mitologia escandinava. O poema pode ser encontrado no manuscrito GKS 2365 4toO poema em questão possui 54 estrofes, uma introdução e um colofão, sendo composto por volta do ano 1000 e integra a coleção de poemas islandeses medievais a qual chamamos de Edda Poética. A obra narra o cativeiro do deus Óðinn no reino de Geirrøðr e diz respeito a muito do que sabemos da cosmologia nórdica pré-cristã. Além da tradução, o texto contém uma introdução documental e um posfácio analítico, concedendo alguns aspectos investigativos e bibliográficos sobre este documento e a mitologia nórdica.



A tradução pode ser acessada clicando aqui.